Futebol e literatura numa tabelinha infalível

ilustracao_batedor_faltas_1

Recentemente o cineasta brasileiro Jorge Furtado (“Ilha das Flores”, “O Homem que Copiava“) comentou da dificuldade se encenar um jogo de futebol num filme sem parecer falso, pouco realista. Não dá pra fazer de conta que se está jogando.

Se nas telas o futebol não rola como deveria, a literatura cuida de suprir um pouco a demanda. Uma passada nas estantes das livrarias e nos deparamos com diferentes obras que nos levam ao universo do nosso esporte favorito.

Um autor especial é o gaúcho Cláudio Lovato Filho. As histórias contadas por esse jornalista apaixonado pelo futebol e pelo Grêmio, são ordinárias, comuns, e por isso mesmo carregadas de grandeza e sensibilidade. Ora um craque que falha no momento decisivo, ora um reles cabeça de bagre que se revela o herói de um título ou mesmo um pai na arquibancada com o seu filho, todos somos protagonistas desse jogo aonde a vitória pode estar eternizada em uma fantasia de um espetacular gol de falta.

Seus contos formam um patchwork alinhavado pelo futebol, espelhando a diversidade do ser humano. A vida jogada sem rigidez tática, acima de tudo um jogo de bola, disputado com a garra e a entrega de quem encara até prorrogação e pênaltis e só para com o apito final e a sensação de dever cumprido.

livros_lovato
Em suas histórias, Lovato narra partidas que a TV nunca mostrará

Autor: Francisco Milhorança

Designer gráfico, artista visual e apaixonado por futebol (não necessariamente nessa ordem).

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s