Jogo treze, coluna do meio. Opa, deu zebra

1970. Primeiros volantes da Loteria Esportiva. 1972. No campo, Corinthians protagoniza a primeira grande zebra e faz o primeiro milionário das apostas

Quem não vai a uma casa lotérica quando bate aquele palpite ou uma vontade de fazer uma fezinha? São inúmeras opções para arriscar a sorte e, quem sabe, garantir um extra no orçamento. Mas se hoje a gente até se perde diante de tantas opções (eu nem sei direito como se joga na Mega-Sena, rs), lá no começo dos anos 70 a coisa era bem diferente.

Em 1970 surgiu a grande novidade, a Loteria Esportiva, em que se apostava no resultado de jogos de futebol dos campeonatos no Brasil. Depois de alguns meses de testes, foi oficialmente lançada em junho e logo virou uma febre alucinante ao juntar o sonho de se tornar milionário com uma das maiores paixões do brasileiro, o futebol. Paixão que estava turbinada com a conquista do tricampeonato no México. A loteria trazia ainda o atrativo de não ser propriamente um jogo de azar, pois os conhecimentos sobre os times, sua posição nos campeonatos, podia fazer a diferença.

Eram treze jogos, que se acertados davam o prêmio total. O apostador pegava um volante com a lista das partidas e marcava um a um os resultados. Coluna 1, vitória do time mandante; coluna do meio, empate; coluna 2, vitória do visitante. A aposta simples dava direito a um palpite duplo, ou seja, em um dos treze jogos podiam ser escolhidos dois resultados possíveis.

Caso o apostador quisesse, ele colocava uma quantidade maior de duplos ou até triplos (marcava os três resultados possíveis e já contabilizava o ponto). Mas o valor da aposta aumentava de acordo com a quantidade de duplos e triplos colocados.

Para se ter uma idéia da importância que a Loteria Esportiva tomou na vida do brasileiro, muitas rádios e jornais montaram equipes de profissionais exclusivamente pra cobrir os jogos envolvidos. Ao longo da semana eram análises e informações sobre os times e havia até a transmissão de algumas partidas. Se acompanhavam alguns jogos como se fossem uma final de campeonato. Times até então desconhecidos passaram a figurar no vocabulário das pessoas.

Lembro até hoje de meu espanto ao ver um dos jogos Alecrim x América (times do Rio Grande do Norte). Alecrim… isso lá era nome de time de futebol? De onde viria isso? Depois de um tempo, times do exterior e até jogos de eliminatórias de Copa do Mundo foram incluídos em algumas edições.

Vinheta da Rádio Tupi, uma das que mais investiu na cobertura dos jogos da Loteria

A febre só aumentava na medida que a loteria fazia seus primeiros milionários, que faturavam sozinhos os treze pontos. O primeiro ganhador solitário aconteceu em 1972. Eduardo Varela, mais conhecido como Dudu da Loteca, faturou cerca de 11 milhões e seiscentos mil cruzeiros (cerca de 77 milhões de reais) numa edição em que o Corinthians, com 95% dos palpites dos apostadores, perdeu para o Juventus, que colecionava 5 derrotas seguidas em 5 jogos pelo Campeonato Paulista. Foi a primeira grande zebra da história da Loteria Esportiva.

Em 1975, outro apostador acertou sozinho os treze jogos. Miron Vieira de Sousa faturou 22 milhões de cruzeiros, considerado então o maior prêmio do mundo em jogos de prognósticos. Ambos os casos tornaram-se célebres pelas histórias de seguidos insucessos que esses milionários colheram, até que todo o dinheiro ganho evaporasse.

dudu_da_loteca_heron
O carioca Eduardo “Dudu da Loteca” Vieira e o baiano Miron Vieira. Primeiros milionários da Loteria Esportiva

Em 1978 surgiu um personagem que se tornaria o símbolo da Loteria Esportiva. Estreava no Fantástico, da Globo, a Zebrinha, que acompanhava a apresentação dos resultados dos jogos e a cada placar inesperado dava uma risadinha marota.

No começo dos anos 80 a revista Placar publicou uma excelente reportagem que denunciava um esquema de manipulação de resultados dos jogos da Loteria. A farsa envolvia autoridades, clubes, árbitros e jogadores. Ao todo 125 pessoas eram denunciadas na matéria, que levou mais de um ano de apuração e trazia detalhes de como era feito o golpe. Ninguém foi sequer indiciado e a coisa ficou por isso mesmo.

placar_mafia_da_loteria.jpgNo entanto, a credibilidade da Loteria Esportiva foi seriamente afetada. Sua arrecadação foi caindo acentuadamente, ao mesmo tempo em que outras opções de apostas como Loto, Sena, Mega-Sena foram ganhando a preferência do apostador. Ao final dos anos 80, depois de sofrer algumas alterações, ela já não era nem sombra do que fora 20 anos antes.

Hoje, com o nome de Loteca, traz 14 jogos, com premiações também para quem acertar 12 e 13 pontos. Mas com arrecadação irrisória e sem o menor charme, já não seduz o apostador. Dificilmente teremos um novamente um fenômeno parecido com aquele no início dos anos 70.

Autor: Francisco Milhorança

Designer gráfico, artista visual e apaixonado por futebol (não necessariamente nessa ordem).

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s