Os sacrilégios contra os mantos sagrados

flamengo_camisa_azul
Flamengo x Vitória. Não se engane, o rubro negro aí são os baianos

Essa história de terceiros uniformes virou uma puta de uma avacalhação. A Ferroviária entrou em campo contra o Corinthians de azul, no lugar do clássico uniforme grená. Homenagem à sua cidade, Araraquara, disse o locutor. Dias antes, a Ponte Preta de Campinas também jogou de azul (já tinha usado amarelo ano passado). Sem falar do próprio Corinthians, que muitas vezes se apresenta de azul, bonito, design moderno, mas que não tem nada a ver com o clube. Antes já teve camisa roxa, grená e amarelo CBF.

ponte_preta_camisa_azul
A alvinegra Ponte Preta, de azul (foto Fábio Leoni/PontePress)

Até o meio dos anos 90, simples alterações no desenho da camisa de um time eram um verdadeiro tabu. Lembro da gritaria quando a Parmalat se instalou no Parque Antártica e vestiu o time com listras brancas sobre o verde. E olha que não mexeram na cor, apenas redesenharam a camisa. Como tiraram o time da fila e ganharam vários títulos, a galera acabou deixando as críticas de lado.

Agora, parece que estamos vivendo o reverso disso. Pode tudo. O designer pensa em qualquer coisa e, voilá, temos um Flamengo de uniforme amarelo e azul, um Palmeiras com amarelo marca-texto, Santos de azul, Coritiba de amarelo e preto… a lista é grande e a cada ano parece que fica mais bizarra.

As justificativas são a parte mais bizarra. Primeiro uniforme de 100 anos atrás, aniversário da cidade, acidente do time do Torino da Itália (em 1948!?!), X anos da conquista daquele Torneio que ninguém lembra… Nada contra a criação de uma nova camisa, ou um redesenho de um modelo antigo tradicional. Mas é preciso cuidado pra não descaracterizar o manto de um time ao enfiar cores que nada tem a ver.

Se o ideia é diversificar pra vender mais, tenho dúvidas se vale a pena. Segundo um dono de uma franquia de loja de materiais de um clube grande em São Paulo, essas invenções vendem pouquíssimo perto do que sai das camisas tradicionais, seja o modelo atual ou os da linha retrô.

A camisa de um grande tem um peso, uma força que pode fazer diferença em um jogo. Quando um Flamengo deixa o seu rubro negro no armário e entra no gramado vestindo azul e amarelo, de cara já perdeu a vantagem do impacto que suas cores causam. Quando meu time entra com um desses terceiros uniformes, minha vontade é nem assistir. Sério.

Pior é quando a inserção de uma cor estranha ao clube se junta a um desenho ruim. O América Mineiro tem uma das camisas mais lindas do Brasil, com suas listras verde e preto. Daí, ano passado, contrataram um estilista conhecido, Ronaldo Fraga, pra redesenhar o uniforme. Além usar um degradê de gosto no mínimo duvidoso, acrescentou o laranja — combina muito bem com as cores tradicionais do clube. A pergunta é, pra quê? O resultado foi pavoroso (pelo menos pra mim).

america_mineiro_uniformes
América Mineiro anos 70 e a versão Ronaldo Fraga. Sem palavras

Na Áustria, em 2005, a Red Bull comprou o SV Austria Salzburg. Além de trocar o nome do time — passou a ser Red Bull Salzburg —, alterou suas cores para o vermelho e azul da marca, pondo de lado o tradicional roxo. Esse time originalmente fundado em 1933 é um dos mais populares do país.

Torcedores inconformados com essas mudanças decidiram refundar o time, que iniciou sua nova história na 9ª Divisão, jogando em estádios com capacidade pra duas mil pessoas. Para conseguir se manter, os torcedores organizavam rifas, armavam barracas de comida em dias de jogo, sempre com muita disposição e bom humor. Afinal, era verdadeiramente o clube deles. Hoje, o SV Austria Salzburg já está na na 3ª Divisão.

sv_austria_salzburg
Torcedores do refundado Austria Salzburg. Exemplo de paixão pelo time e por sua história

Quando o assunto vai para as mesas redondas, muitos jornalistas defendem esses terceiros uniformes, colocando um falso embate entre modernização x caretice. Besteira, isso não existe. O que existe é a tradição, é a história. Isso necessariamente não é impedimento à mudanças. Ser moderno é valorizar sempre as cores do time, sua camisa. Nenhum torcedor é contra isso.

uniformes_estranhos
Vasco, São Paulo e Sport. Essas camisas representam esses times?

 

Autor: Francisco Milhorança

Designer gráfico, artista visual e apaixonado por futebol (não necessariamente nessa ordem).

5 comentários em “Os sacrilégios contra os mantos sagrados”

  1. Na Inglaterra,mal ou bem,isto acontece direto: os segundos uniformes dos times em sua maioria nada têm a ver com as cores originais do escudo – o exemplo mais gritante é o amarelo com azul do Arsenal.
    Aqui no Brasil às vezes é assim: o Flamengo vestindo um uniforme estilo Tabajara,esse laranja bizarro do América-MG,o azul da Ferroviária e o da Ponte,esse uniforme do São Paulo vermelho até nos detalhes,parecendo até que alguém tomou um banho de sangue com a camisa são-paulina….. O roxo do Corinthians,dadas as justificativas da época,foi pra destacar uma das expressões mais utilizadas pelos corinthianos,o ”corinthiano roxo”,mas também não tem nada a ver.
    Até entendi o Palmeiras ter passado a usar uma listra branca na camisa,e pelo menos ESSE uniforme ficou muito bom.
    Em seleções,vemos isso também: uniformes que não têm nada a ver com as bandeiras dos países,algo que também deveria acontecer – como exemplos,o azul do Japão e o amarelo ocre com verde da Austrália.
    Camisas são talvez o material mais sagrado de um time de futebol; usá-las com o único propósito de aparecer acaba com todo o charme que aqueles mantos adquiriram através dos tempos; não se deveria avacalhar as camisas dos times só por vontade própria.
    Saudações Tricolores Cariocas!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Infelizmente o terceiro uniforme veio para ficar, se é para vender e encher o cofre do clube tudo bem.
      O que eu não concordo é o time jogar um torneio oficial com essas cores que não tem nada a ver.
      Se for jogos amistosos ou torneio não oficial, também não importo.
      Hoje em dia a diretoria não dá a mínima para essa questão .
      É o pior de tudo é que temos a cor mais do mundo.

      Curtido por 1 pessoa

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s