Atlético MG x Flamengo, 1981. Uma das maiores lambanças de arbitragem

Em 1981 o Flamengo conquistou sua primeira (e até agora) única Libertadores, ao bater o Cobreloa do Chile) por 2×0, em jogo desempate em Montevidéo (URU). Era um timaço com Zico, Andrade, Adílio e cia. Porém, na primeira fase caíram em um grupo que tinha outro time brasileiro, o Atlético Mineiro, de Reinaldo, Éder Aleixo, Palhinha, Chicão… outro timaço.

Ambos haviam se enfrentado na final do Brasileirão de 1980, vencido pelos cariocas por 3×2. Naquela partida houve muita polêmica com a arbitragem, que expulsou Reinaldo após ele marcar o segundo gol e empatar a partida.

Classificados para a Libertadores do ano seguinte, empataram duas vezes por 2×2 na primeira fase do torneio e terminaram empatados em primeiro lugar no grupo. Foi marcado um jogo desempate no Serra Dourada em Goiânia, campo neutro. O Galo queria São Paulo, para ter mais torcida. Derrotado nessa questão, conseguiu o árbitro que queria, Roberto Wright.

Não podiam imaginar que esse árbitro acabaria sendo a estrela do show, encerrando a partida aos 37 minutos do primeiro tempo, depois de expulsar cinco atletas do Atlético. Reinaldo, por uma falta em Zico, na intermediária rubro negra. Dez minutos depois, Éder, ao pegar a bola para cobrar uma falta no meio de campo. Com essa expulsão o circo pegou fogo, com invasão do gramado. Palhinha, Chicão e todo o banco de reservas, mais a comissão técnica mineira foram expulsos.

atletico_flamengo_wright_jogadores_goiania_1981
Wright expulsa Éder e a confusão começa (e o gramado do Serra Dourada, hein?)

Aos 35 minutos o goleiro do Atlético João Leite caiu fingindo uma contusão, pra encerrar a partida, já que seu time ficaria com apenas seis jogadores em campo (o mínimo são sete). Wright não deixou a maca entrar em campo e expulsou mais um, o zagueiro Osmar, encerrando a partida.

Dias depois a Conmebol declarou  Flamengo vencedor por 1×0. Wright nunca admitiu ter se equivocado, insistindo em afirmar que apitou corretamente, culpando a direção do Atlético por criar um clima tenso.

Vejam o vídeo e tirem suas conclusões. Para mim, um desastre que nunca foi punido. José Roberto Wright seguiu sua carreira sem jamais sofrer qualquer consequência pelo que cometeu naquela noite.

Vale lembrar que no início de sua carreira, esse árbitro cometeu um grave erro em um amistoso entre Fluminense e Corinthians, na estréia de Rivellino no tricolor. Cercado por jogadores alvinegros que reclamavam impedimento em um gol do Fluminense, ele expulsou o meia Lance, acusando-o de agressão. Realmente Wrigth levara um chute, mas do ponta Vaguinho. Na TV ficava claro, mas ele manteve sua posição e o meia corinthiano pegou um ano de suspensão. Lance acabou encerrando a carreira e nunca mais jogou profissionalmente.

Autor: Francisco Milhorança

Designer gráfico, artista visual e apaixonado por futebol (não necessariamente nessa ordem).

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s