Futebol · Personagens

Perilima, Hermann Aichinger, Plácido de Castro, isso é nome de time de futebol?

O que times como Sampaio Corrêa, Vasco da Gama e Almirante Barroso têm em comum?  Seus nomes.  Eles homenageiam pessoas que se destacaram – alguns com feitos heróicos – em diferentes atividades, quase nunca ligados ao futebol. Vamos lembrar alguns e saber um pouco dos personagens homenageados, muitas vezes mais conhecidos por darem nome aos times do que por suas ações em vida.

marcilio-dias-camisa

CN Marcílio Dias – Itajaí (SC) – Marcílio Dias foi um marinheiro que morreu bravamente, aos 27 anos, durante a Batalha do Riachuelo, em 1865, na Guerra do Paraguai. Virou herói e está em todos os livros de História do Brasil. E virou nome do time de futebol da cidade que abriga um dos mais importantes portos marítimos do país.

almirante-barroso-camisaAlmirante Barroso – Itajaí (SC) –  Outro clube de Itajaí, nasceu de uma dissidência no Marcílio Dias. Assim como o rival, escolheu homenagear um combatente da Batalha do Riachuelo. Mas subiu a patente. Francisco Manuel Barroso da Silva foi o almirante que comandou a frota brasileira no conflito. Nascido em 1804, ao contrário de Marcílio Dias, sobreviveu à guerra. Morreu em 1882, em Montevidéu, no Uruguai.

Hermann-Aichinger-camisaCA Hermann Aichinger – Ibirama (SC) – Mais conhecido como Atlético de Ibirama, foi fundado em 1951. Hermann Aichinger foi um dos seus patronos, e em 1955 doou o terreno onde hoje se encontra o estádio – que também leva seu nome – e a sede do clube.

hercilio-luz-camisaHercílio Luz FC – Tubarão (SC) – Hercílio Pedro da Luz foi um engenheiro civil e um dos maiores políticos de Santa Catarina. Foi governador do Estado em três mandatos e senador da república em um. Quando o clube foi criado, em dezembro de 1918, Hercílio assumia o governo do Estado pela segunda vez. Conhecido também por muitas obras urbanísticas, foi durante esse mandato, em 1922, que se iniciaram as obras da ponte que hoje leva seu nome – um monumento ligando a parte continental à ilha – e é patrimônio histórico, artístico e arquitetônico de Florianópolis. Morreu em 1924.

graca-aranha-camisaGraça Aranha EC – São Luís (MA) – Antigo clube amador maranhense com sede na ria Graça Aranha, em São Luís, só passou a praticar o futebol em 1952. A partir de 1959 disputa o estadual profissional, mas em 1971 volta a ser apenas amador. Sua melhor colocação foi um terceiro lugar em 1967.
José Pereira de Graça Aranha, que dá nome à rua e ao clube, nasceu em 1868, em São Luís. Foi escritor e diplomata. Chegou a ser membro da  Academia Brasileira de Letras e entre 1900 e 1920 desempenhou missões diplomáticas em diversos países. De volta ao Brasil, fez parte do grupo de artistas modernistas paulistas e da Semana de Arte Moderna de São Paulo, em 1922, proferindo o discurso de abertura do evento. Participou da revolução que levou Getulio Vargas ao poder, em 1930. Morreu no Rio de Janeiro em 1931.

sampaio-correa-camisaSampaio Corrêa FC – São Luís (MA) – Fundado em 1923 por um grupo de operários, seu nome é homenagem ao hidroavião Sampaio Corrêa II, que descera na capital maranhense um ano antes. Vindo de Nova Iorque, era pilotado pelo cearense Pinto Martins e pelo norteamericano Walter Hinton, que tentavam realizar a primeira viagem aérea entre as Américas, a partir do EUA. O nome do hidroavião homenageava o patrono da empreitada, o senador carioca José Santana de Sampaio Corrêa, que chegou a doar duas aeronaves (uma incendiou-se).
O uniforme totalmente pop – um dos meus preferidos – ganhou as cores das roupas usadas pelos pilotos, que vestiam camisa verde e amarela (o brasileiro) e camisa vermelha e azul (o norteamericano).

vasco-da-gama-camisaCR Vasco da Gama – Rio de Janeiro (RJ) – Fundado em 1898 por um grupo de remadores, ganhou o nome do navegador português Vasco da Gama em homenagem ao quarto centenário da célebre viagem por ele comandada em 1497. Contornando todo o continente africano, chegou um ano depois à Índia, estabelecendo uma rota marítima ligando a Europa ao Oriente, através do Oceano Atlântico.

perilima-camisaAD Perilima – Campina Grande (PB) – Fundado em 1992, seu nome vem das iniciais de Pedro Ribeiro Lima, dono de uma fábrica de sordas – bolachas típicas do Nordeste – que bancou a criação do clube. Sua primeira participação no campeonato profissional estadual foi em 1998, com uma equipe formada por funcionários da empresa, incluindo seu Pedro – que além de dono, jogava de atacante e era o técnico do time.
Sua vida sempre foi um sobe-desce da Primeira para a Segunda Divisão. Chegou a ser vice campão da Segundona em várias ocasiões, mas suas campanhas na primeira foram sempre grandes fracassos. Com problemas financeiros, ficou de fora por algumas temporadas. Voltou em 2018. Seu Pedro jogou até os 56 anos. Dizem que quis retornar aos 68, mas a CBF teria barrado sua inscrição por causa da idade. A entidade nacional nega isso (não há nada no regulamento que mencione limite de idade para atletas).

placido-de-castro-camisaPlácido de Castro FC – Fundado em 1979, leva o nome da sua cidade, que homenageia José Plácido de Castro,  político e militar, nascido em 1873 e um dos principais nomes da História do Acre e do Brasil. Natural de Porto Alegre/RS, em 1899 morava no Rio de Janeiro quando decidiu mudar-se para o Acre, na época uma região que por antigos tratados fazia parte da Bolívia. Plácido pretendia seguir carreira de agrimensor.
Com o ciclo da borracha explodindo, muitos brasileiros se dirigiram para lá, a fim de trabalhar nos seringais. Não demorou e começaram os conflitos com os bolivianos. Liderados por um espanhol, Luis Gálvez (veja texto abaixo), os brasileiros venceram os oponentes e proclamaram a República do Acre. Porém, o próprio governo brasileiro tratou de dispersar os revoltosos e devolver a região aos seus antigos donos.
Os conflitos continuaram. Plácido de Castro entra nessa história ao tomar conhecimento que o governo boliviano teria um acordo com os EUA, que dava aos norteamericanos direito de explorar parte do território. Então com 27 anos, arregimentou os seringueiros e depois de vários embates derrotou os bolivianos e proclamou mais uma vez a independência do Acre. Em 1903 o território foi oficialmente anexado ao Brasil, e três anos depois, Plácido foi nomeado seu governador. Morreu em 1908, aos 35 anos, vítima de uma emboscada armada por um de seus ex-comandados na revolução, que não concordava em ter ficado em posição inferior após o conflito.

galvez-camisaGalvez EC – Outro time acreano, porém mais novo. Fundado em 2011, leva o nome de Luís Galvez Rodrigues de Arias, diplomata espanhol, jornalista, aventureiro, que foi para o Acre na onda da exploração da borracha no final do século XIX. Em 1889 liderou brasileiros em uma revolução pela independência do território. Derrotou os bolivianos e ganhou  a alcunha Imperador do Acre. Porém, a aventura durou pouco. Foi destituído por uma reação militar dos governos brasileiro e boliviano, e o território voltou a fazer parte da Bolívia (veja texto acima).
Já o  clube, apesar de bem recente, conquistou um Estadual em 2012 e está pela segunda vez na Copa do Brasil.

De todos os nomes de personagens históricos que dão nome a times de futebol, talvez o mais conhecido (e também o mais usado) seja o de Tiradentes. Personagem que dispensa apresentações, o alferes mineiro foi homenageado por pelo menos uma meia dúzia de clubes de diferentes regiões do Brasil.

AA Tiradentes – Belém (PA)

GE Tiradentes – Ceilândia (DF)

SE Tiradentes – Teresina (PI)

Tiradentes EC – Tijucas (SC)

SE Tiradentes – Piçarra (PI)

AE Tiradentes – Fortaleza (CE)

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.