João Saldanha, a fera do jornalismo esportivo

saldanha_maracana
João Saldanha comentando jogo no Maracanã

João Saldanha foi um dos maiores personagens do nosso futebol. Jogou poucos anos no Botafogo do Rio, clube que o convidou depois para trabalhar como técnico do profissional. Em 1957 foi campeão estadual, com uma vitória sobre o Fluminense por 6 a 2. No time, Garrincha, Nilton Santos, Quarentinha, entre outros.

Nos anos 60 iniciou no jornalismo esportivo uma carreira que o consagraria como um dos maiores cronistas de futebol. Em 1969, a Seleção Brasileira estava uma bagunça — algo meio parecido com a fase com Dunga antes de Tite assumir — e a CBD (como se chamava a CBF na época), cansada das críticas de Saldanha, o desafiou a dirigir o time nas eliminatórias para a Copa do Mundo do México, em 70.

Desafio aceito, montou um time baseado no Santos de Pelé e no Botafogo de Gérson e Jairzinho, ao qual chamou de As Feras do Saldanha (“no meu time só joga fera”). Classificou o Brasil com uma campanha invicta. Comunista, polêmico, língua afiada, era um dos maiores críticos do regime militar.

saldanha_gerson_caju_1969
Saldanha com duas de suas feras, Gérson e Paulo Cesar (ainda não era Caju)

Foi demitido pouco antes da Copa, dando lugar a Zagallo. Um dos motivos teria sido sua recusa em escalar jogadores sugeridos pelo general ditador da época, Médici, que adorava assistir jogos no estádio com um rádio de pilha junto ao ouvido. “O general nunca me ouviu quando escalou o seu Ministério. Por que, diabos, teria eu que ouvi-lo agora?” , disse quando questionado sobre possíveis preferências futebolísticas do ditador.

Continuou com a sua carreira na crônica esportiva até 1990, quando faleceu na Itália, durante a cobertura da Copa do Mundo para a TV Manchete. Tinha 73 anos. O jornalismo esportivo nunca se recuperou dessa perda.

O que nos faz gostar do futebol?

Afinal, por que gostamos de futebol? Existem outros esportes bastante atraentes também. Existem outros passatempos igualmente interessantes. Então por que o futebol? Por que não tênis, vólei, basquete ou golfe? Por que necessariamente o futebol? Acredito que o gostar ou não de futebol

via O que nos faz gostar de futebol? — Futebol Barroco