Futebol de botão, o meu amor

Pelé, com a camisa da CBD. Ronaldo, do Galo e depois Palmeiras. Nelsinho Batista, do timaço da Ponte Preta de 70
Pelé, com a camisa da CBD nos anos 60. Ronaldo, do Galo e depois Palmeiras. Nélson (depois Nelsinho Batista), do timaço da Ponte Preta de 1970
Ponte Preta de 1970. Timaço cheio de craques
Tudo de plástico (inclusive as traves e rede). O goleiro se movimentava para os lados

Uma das paixões de criança era jogar futebol de botão. Mas não esse “profissional” jogado com bolinha redonda de feltro e campos oficiais. Nossos times eram comprados em unidades, nas bancas de jornais, em pequenos envelopes iguais às figurinhas de álbuns. Continue Lendo “Futebol de botão, o meu amor”