No tempo em que um Paulistão valia tanto (ou mais) que uma Libertadores

ingresso_libertadores_77.jpg
Ingresso original da estréia do Corinthians em uma Libertadores da América. Preço nas alturas (mais que o dobro do que se cobrava na época). Mas o que valia mesmo era ganhar o Paulistão

Vice campeão brasileiro em 1976, o Corinthians classificou-se para a Libertadores da América do ano seguinte junto com o Internacional, campeão nacional. Naquela época não havia Copa do Brasil e apenas os dois melhores do Brasileirão iam pro torneio continental. Continue Lendo “No tempo em que um Paulistão valia tanto (ou mais) que uma Libertadores”

Dia de batismo

estadio_2Fazia calor naquele domingo de agosto e já dava umas onze da manhã quando eu voltei pra casa, cansado de jogar bola na rua. Tinha 8 pra 9 anos e não havia nada que me atraísse mais do que o futebol. A Seleção acabara vencer o Mundial no México enquanto a gente corria atrás da bola dente-de-leite, numa viagem aonde o asfalto duro e cinzento se transformava em um gramado verde e liso e uma torcida imaginária nos empurrava do alto dos muros e portões de nossas casas, verdadeiros Morumbis e Maracanãs. Continue Lendo “Dia de batismo”