Futebol · História

Em 66, o Rio-São Paulo teve quatro campeões

Outro dia escrevi aqui sobre o Campeonato Paulista de 1973, que acabou com dois times declarados campeões por conta de um erro do árbitro Armando Marques na contagem das cobranças de pênaltis. Mas essa não foi a primeira vez que um torneio terminou com mais de uma equipe declarada campeã. Em 1966, o Rio-São Paulo… Continuar lendo Em 66, o Rio-São Paulo teve quatro campeões

Jogos históricos · Personagens

Juiz ruim de conta, campeonato com dois campeões

Gosto de futebol desde muito pequenino. De jogar, de torcer, de ir ao estádio ver ao vivo, de escutar no rádio ou ver na TV. E sempre achei duas posições completamente insanas, o goleiro e o árbitro. O goleiro ainda é ovacionado quando faz um bela exibição. O árbitro só é lembrado quando se equivoca.… Continuar lendo Juiz ruim de conta, campeonato com dois campeões

Futebol · Jogos históricos

Quatro vezes Bita. E o Náutico fez história no Pacaembu

O Santos dominou o futebol brasileiro na década de 60. Heptacampeão da Taça Brasil (um campeonato nacional da época) fora 2 Libertadores, 2 Rio-São Paulo, 1 Roberto Gomes Pedrosa (o Brasileirão, a partir de 68) e uma penca de Paulistas. Mesmo assim, grandes times deram suas beliscadas e encantaram o país. A Academia do Palmeiras, o Cruzeiro… Continuar lendo Quatro vezes Bita. E o Náutico fez história no Pacaembu

Futebol · História · Personagens

Pelé, Botafogo-PB e Lula, o goleiro 999

Às vezes, um jogo despretensioso entra para a História por acontecimentos inesperados e vira mais uma surpresa da caixinha futebol, mudando a vida de seus protagonistas.  Em 1969, o campeonato nacional chamava-se Taça de Prata e era disputado pelos campeões e vice estaduais, nos moldes da atual Copa do Brasil, com jogos ida e volta… Continuar lendo Pelé, Botafogo-PB e Lula, o goleiro 999